Ponto de cruz, renda de bilro e rendendê de Poço Redondo (SE)

Ponto de cruz, renda de bilro e rendendê de Poço Redondo (SE)

 

Poço Redondo é um município situado a 188km a noroeste de Aracaju, na chamada Trilha do Sertão. A cidade se tornou historicamente conhecida pela proximidade de Angico, onde Lampião foi morto há um século. Assim, as histórias do cangaço entremeiam-se à seca e aos baixos índices de desenvolvimento humano, que ainda hoje se verificam na região. Há grande riqueza e diversidade de produção artesanal por parte da população local, destacando-se a renda de bilro, os bordados rendendê, boa-noite e ponto de cruz, além do artesanato em couro e madeira.

 

Algumas dessas atividades artesanais são bastante antigas na região, como a confecção de objetos em couro e as rendas de bilro, documentadas desde a primeira metade do século 19, enquanto algumas formas de bordado, como o rendendê, parecem ter sido introduzidas mais recentemente, sendo, nos anos 70, chamadas de “ponto novo”, em contraposição às formas mais antigas de bordado existentes.

 

Articulados aos centros consumidores do sudeste do país, beneficiando-se inclusive do movimento migratório dos sertanejos nas décadas de 1940 e 1950, as rendas e os bordados foram comercializados no Rio de Janeiro e em São Paulo até os anos 70, assegurando rendimento para as mulheres que ficavam na terra de origem, enquanto os homens seguiam o “caminho do sul”. A partir dos anos 80, as intervenções governamentais têm privilegiado alguns itens específicos do artesanato local, como os bordados, cuja predominância se verifica atualmente no povoado de Sítios Novos.

 

As rendeiras de bilro de Poço Redondo aprenderam com suas mães, e muitas transmitiram essa delicada arte às suas filhas. Hoje em idade avançada, algumas delas ainda se dedicam ao bilro, buscando despertar o interesse das novas gerações no município. Grande parte da produção artesanal de Poço Redondo e Sítios Novos é comercializada na cidade de Piranhas, dado o apoio da administração pública do município alagoano.